shutterstock_1423263398

Existe depilação definitiva de verdade?


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

A busca pela depilação definitiva está presente na vida daquelas pessoas em que a depilação faz parte dos seus procedimentos estéticos. Afinal, é uma forma de facilitar a rotina de beleza, trazendo mais praticidade e resultados mais duradouros.

Mas, será que a depilação definitiva é algo real? É possível ficar sem depilar para sempre ou por um longo período de tempo? Siga a leitura deste artigo para ficar por dentro do assunto!

 

Depilação definitiva na prática

A depilação definitiva, na verdade, pode ser entendida como remoção definitiva. O procedimento atua na raiz do pelo (bulbo), fazendo com que não cresça mais. Porém, devido a fatores hormonais, pode ser que novos pelos cresçam, havendo a necessidade de manutenções esporádicas. Ou seja: a remoção é definitiva (o pelo tratado não cresce mais), mas novos pelos podem surgir por motivos genéticos de cada pessoa.

Mesmo com a possibilidade de uma manutenção (geralmente anual), nem se compara com a frequência da depilação a cera. Desta forma, é possível acabar com o a rotina de ter que se depilar com frequência e não ter que se preocupar se está pronta ou não para os seus compromissos.

Existem diferentes tipos de aplicação para alcançar este resultado, mas o procedimento mais popular é a depilação a laser. Há diversas regiões do corpo para realizar este protocolo, sem nenhuma invasão e com orientações a serem seguidas.

mulher de regata com os braços para o alto mostrando as axilas e satisfeita com a depilação definitiva

 

A depilação definitiva, na verdade, é a remoção definitiva dos pelos tratados. Caso surjam novos pelos, sessões esporádicas de manutenção resolvem a situação.

 

Como é a depilação a laser?

A técnica de aplicação deste procedimento é a partir da emissão de energia luminosa a laser – através de um aparelho tecnológico – na região definida para a depilação. A luz atinge a raiz dos pelos, interferindo nas estruturas responsáveis pelo seu crescimento. O laser é conduzido pela pigmentação do fio, a melanina. Por isso, quanto maior for o contraste entre a coloração do pelo e a tonalidade da pele, melhor será o resultado.

A interrupção no crescimento dos pelos é progressiva, ou seja, é preciso mais de uma sessão para ter a depilação definitiva tão desejada. Ao atingir o nível desejado com o procedimento, apenas sessões de manutenção poderão ser necessárias em períodos bem esporádicos.

Profissional utilizando equipamento de depilação definitiva a laser na perna de uma cliente

A depilação definitiva a laser é segura e não invasiva, tornando o processo mais prático e confortável.

 

Quem pode fazer a depilação definitiva a laser?

Inicialmente, a depilação definitiva é acessível para diversas pessoas. Existem recomendações a serem seguidas para quem quer fazer ou já faz a depilação a laser, há situações em que se precisa de uma atenção maior de um profissional e, por fim, contraindicações pontuais sobre o procedimento.

Contraindicações:

  • Gestantes
  • Diabéticos e hipertensos sem acompanhamento médico
  • Pessoas com vitiligo ou alguma doença de pele ativa
  • Feridas abertas na região da depilação ou com a pele bronzeada
  • Uso de remédios fotossensibilizantes nos últimos 6 meses

Você também pode conferir os mitos e verdades que envolvem a depilação definitiva a laser. Caso tenha interesse em fazer o procedimento para se livrar dos pelos por um bom tempo, mas quer uma opinião profissional, então faça a sua avaliação gratuita. Você vai contar com uma equipe altamente qualificada para avaliar o seu caso e oferecer a melhor solução.


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+