4 hábitos que envelhecem a pele

4 hábitos que fazem sua pele envelhecer


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Nós sabemos que envelhecer é algo que preocupa muitas pessoas. Seja por motivos estéticos ou não, a passagem dos anos faz muita gente questionar seus hábitos. O problema é que começamos a nos preocupar mais com a saúde somente depois que estamos velhos e deveríamos fazer o contrário. Os cuidados com a pele passam por esse mesmo caminho.

Muitas vezes negligenciado, o maior órgão do corpo humano sofre as ações do tempo de diversas formas. Além do envelhecimento natural, que modifica textura e aparência da pele, há outros hábitos que a ajudam envelhecer. Nesse artigo separamos quatro pontos em que todos, novos ou velhos, precisam prestar bastante atenção quando o assunto é envelhecimento.

FALTA DE HIDRATAÇÃO É UM PROBLEMA

Nosso corpo é composto por 70% de água e já por isso você tem uma ideia do quanto ela é importante para o ser humano. A dica de tomar dois litros desse líquido por dia é amplamente difundida e mesmo assim muitas pessoas não dão o devido valor para isso.

Quando o organismo sente falta de água, a pele é uma das partes que mais sofre os sinais da desidratação. Ela começa a perder a rigidez, o viço e passa a ter uma aparência e toque flácidos. Além de hidratar o corpo como um todo, a água ainda nos ajuda a liberar toxinas que prejudicam a pele. Com uma dica tão fácil e com benefícios claros, fica difícil saber por que tantas pessoas não têm o hábito de tomar água.

CIGARROS SEMPRE SÃO VILÕES

Os cigarros sempre aparecem na lista de vilões quando o assunto é saúde. Muitos lembram das consequências do fumo para dentes, hálito, língua e, claro, pulmões, mas o que poucos têm consciência é de que o cigarro também ataca o bem-estar da pele.

Isso acontece porque as substâncias do produto fazem com que esse nosso órgão fique menos oxigenado. Por causa disso, a pele começa a ficar grossa e também amarelada, como os dentes. Além disso, o hábito de fumar acaba por ajudar na perda de colágeno, o que leva à flacidez e, novamente, perda do viço.

PROTETOR SOLAR PRECISA SER LEI

O hábito de passar protetor solar não é tão comum quanto deveria ser. Mesmo morando em um país tropical, os brasileiros não dão a devida atenção para se proteger contra o sol e, muitas vezes, só lembram desse produto quando vão à praia ou ao clube. A ação do astro rei envelhece nossa pele e, caso não usemos proteção, ainda aumenta as chances de câncer. Outros problemas envolvem aparecimento de manchas, formação de rugas e flacidez.

É recomendado que o protetor solar faça parte de nossa vida cotidiana, mesmo naqueles dias chuvosos ou nublados. Ainda que não vejamos o sol durante o dia, ele continua lá! Nas áreas mais sensíveis, como rosto, mão, colo e pescoço, dê preferência para um FPS mais alto, nunca abaixo de 30. Nas outras partes do corpo, dependendo do tipo da sua pele, você pode usar um FPS 15.

Entretanto, sempre converse com seu médico ou com uma consultora de estética, caso esteja no meio de um tratamento de depilação a laser ou outros.

SE VOCÊ DORME MAL, SUA PELE SENTE

Hoje em dia, dormir bem e ficar 100% descansada soa até como um luxo, mas não deveria ser assim. Ter uma boa noite de sono é fundamental para o seu bem-estar geral e também sentimos a diferença na pele, literalmente.

Uma das marcas mais óbvias de uma noite mal dormida são as olheiras, tão comuns em grande parte da população. Contudo, outras coisas acontecem internamente quando você não dorme bem: a produção de hormônios fica prejudicada e é mais fácil desenvolver estresse. Essas duas coisas andam de mãos dadas e prejudicam sua pele.

 

Você sabia que esses quatro hábitos eram ruins pra sua pele? Comente o que quer saber mais sobre esses temas para que possamos escrever no blog.

Para ficar por dentro das novidades da Fina Forma é só curtir nosso Facebook e seguir o perfil do Instagram.


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+